sex. jul 12th, 2024

Como sabemos, uma grande parte dos veículos dependem de baterias para funcionar. À medida que o tempo passa, essas baterias vão ficando diferentes, mais tecnológicas para facilitar o uso.

E hoje vamos falar quais são os avanços na indústria de baterias para veículos elétricos. Quer saber o que mudou no desenvolvimento tecnológico das baterias atuais? Acompanhe o post até o final.

O que mudou nas baterias com os avanços tecnológicos?

A indústria de carros elétricos está em constante evolução, e um dos campos mais promissores é o desenvolvimento de baterias mais eficientes e poderosas.

Nos últimos anos, temos visto avanços significativos na tecnologia de baterias, e um deles que se destaca é a utilização do silício como ânodo em vez do grafite, o material tradicional que era usado nas baterias de veículos elétricos.

Saiba maisQuais são os tipos de toldos?

O ânodo é uma das partes essenciais de uma bateria, ele é o eletrodo onde ocorre a oxidação durante o processo de descarga, liberando elétrons e permitindo o fluxo de corrente elétrica.

Normalmente, em baterias mais antigas, o grafite é o material mais comum usado como ânodo para dar carga nas baterias de veículos, mas agora o silício surge como uma alternativa revolucionária.

Com esse avanço alguns pontos também mudaram no desempenho e funcionamento da própria bateria. Veja algumas mudanças importantes para essa área.

Densidade de Energia

A principal vantagem do uso do silício como ânodo é sua densidade de energia que é maior, quando comparada com o grafite.

Saiba maisQual a importância dos guinchos no apoio aos usuários de rodovias?

De acordo com o CEO da Amprius Technologies, Kang Sun, uma bateria com ânodo de silício pode ter uma densidade de energia até dez vezes maior do que uma bateria com ânodo de grafite.

Ou seja, a mesma quantidade de bateria pode armazenar mais energia, proporcionando uma autonomia maior aos veículos elétricos e permitindo viagens mais longas com uma única carga.

Carregamento mais rápido

Além da maior densidade de energia, as baterias de ânodo de silício também oferecem tempos de carregamento mais rápidos. A Amprius Technologies já demonstrou que é possível carregar até 80% da bateria em menos de seis minutos.

Essa redução de tempo de carga representa uma melhoria significativa em relação às baterias convencionais, tornando o carregamento dos veículos elétricos mais prático e conveniente, além de garantir mais funcionalidade.

Saiba maisTudo que você precisa saber sobre as fechaduras inteligentes

Parcerias e investimentos

Empresas como a Amprius Technologies e a Sila Nanotechnologies têm se destacado no desenvolvimento de baterias de ânodo de silício.

A Amprius Technologies está trabalhando em conjunto com importantes empresas, como a Airbus, o Exército dos Estados Unidos, a AeroVironment e a BAE Systems.

A Sila Nanotechnologies, por sua vez, já está presente no mercado desde 2021 com seu produto Titan Silicon usado em dispositivos como o rastreador fitness WHOOP, e agora expande sua atuação para a produção automotiva, contando com a Mercedes como sua primeira cliente nesse segmento.

Além disso, a Porsche também demonstrou interesse nessa tecnologia, investindo na empresa Group14 Technologies, que também está trabalhando com ânodos de silício.

Projetos de infraestrutura

Com o objetivo de impulsionar as cadeias de suprimento e produção de baterias americanas, a Amprius Technologies, Sila Nanotechnologies e Group14 Technologies anunciaram planos para construir instalações de fabricação doméstica em gigawatts-hora, contando com apoio financeiro do Departamento de Energia dos Estados Unidos.

Esses avanços tecnológicos em baterias para veículos elétricos têm se mostrado empolgantes e promissores.

O uso do silício como ânodo representa uma verdadeira revolução no setor, proporcionando maior densidade de energia, carregamento mais rápido e, consequentemente, ampliando a autonomia e eficiência dos carros elétricos.

Com investimentos e parcerias estratégicas, essas tecnologias estão se tornando uma realidade cada vez mais próxima, contribuindo para a expansão da mobilidade elétrica e a construção de um futuro mais sustentável para o transporte automotivo.

Em pouco tempo já será possível encontrar esses tipos de bateria em Curitiba e em qualquer outro canto do mundo, o que permite mais comodidade e satisfação no uso de veículos elétricos.