qua. fev 21st, 2024

Saiba a quem recorrer e como agir para garantir a sua segurança e a do animal

Encontrar animais em casa é algo que pode acontecer e é cada vez mais comum. Com o avanço de construções e ações irregulares em áreas de preservação ambiental, muitos animais domésticos, e principalmente silvestres, acabam migrando para a cidade e buscando abrigo em residências. 

Não é raro vermos casos de animais encontrados escondidos pela casa, no quintal ou em cima de árvores. Nessas horas, é importante saber como agir, para quem ligar e como proceder para fazer o resgate. Ter uma escada extensiva pode ajudar no resgate de animais em árvores e telhados, por exemplo. 

Para te ajudar nesse momento, separamos algumas dicas de como lidar ao encontrar animais domésticos ou silvestres na sua casa. Confira.

Animais domésticos 

Os principais tipos de animais domésticos no Brasil são cães e gatos. E infelizmente, também não é raro encontrar esses animais abandonados nas ruas. Então, se você encontrou um animal doméstico escondido no quintal, dentro de casa ou na porta da sua residência, confira abaixo como proceder.

Viu animal abandonado? Ligue para o controle de zoonoses da sua cidade

Ao encontrar um animal abandonado na sua porta ou no seu quintal, o melhor a se fazer é ligar para o controle de zoonoses do seu município. Geralmente, esse é o órgão responsável por fazer o resgate de animais. 

Pretende resgatar e cuidar do animal? Assuma a responsabilidade 

Se você pretende resgatar e cuidar do animal, é importante entender que você está assumindo a responsabilidade sobre ele. Pela lei brasileira, após o resgate do animal, você se torna o responsável por ele. Então, pense bastante antes de fazer o resgate e adotar o animal. 

Use luvas ou um pano para tocar no animal

Na hora de fazer o resgate do animal em casa, o ideal é que você use luvas ou um pano para evitar o contato direto com o pelo do animal. É importante frisar que isso é essencial para evitar possível contaminação de doenças, já que o animal abandonado está exposto a diversos problemas. 

Leve o animal ao veterinário e siga as recomendações

Depois do resgate, o melhor a fazer é levar o animal ao veterinário o mais rápido possível. Mesmo que o animal esteja “sujinho”, leve-o primeiro para uma avaliação médica. O veterinário irá avaliar e indicar se o animal tem condições de passar por banho e tosa, por exemplo. Siga todas as recomendações do profissional para que seu novo bichinho de estimação se recupere e fique seguro. 

Animais silvestres 

Mesmo em centros urbanos, não é incomum lidarmos com casos de aparecimento de animais silvestres em residências, como cobras, jacarés, morcegos e gambás. Com esses animais, é importante ter cuidado redobrado. Confira como proceder.

Nunca toque no animal!

A primeira dica é nunca tocar no animal. Isso é importante para que ele não se sinta ameaçado e tente atacar. Então, nesse momento, o ideal é evitar o contato. 

Se possível, use algum objeto para “prender” o animal

Uma possibilidade é usar algum objeto para “prender” ou cercar o animal enquanto aciona os órgãos responsáveis. Você pode usar uma caixa de papelão, um vaso de plantas ou outros objetos para prendê-lo no local sem machucá-lo até que o resgate seja feito. 

Afaste crianças e animais domésticos do animal 

Outra dica essencial é afastar crianças e animais domésticos do local. Por inocência e instinto, a criança ou bichinho de estimação pode tentar contato com o animal, o que pode representar um grande perigo. Então, tire-os de perto! 

Quando pedir o resgate de um animal silvestre?

O mais recomendado para a solicitação do resgate é quando o animal estiver dentro de casa. Se isso acontecer, chamar o resgate é imprescindível! Agora, se o animal estiver fora, a recomendação é que você aguarde-o deixar o local — mas, em muitos casos, ligar para o resgate também é uma opção. 

Ligue para os bombeiros ou o órgão responsável para resgate do animal

Uma dúvida comum é: para quem solicitar o resgate de animais silvestres? Bom, no geral, órgãos como bombeiros e defesa civil podem realizar o resgate. Outra opção, que é a mais recomendada, é acionar o controle de zoonoses da sua cidade para que o resgate seja realizado. 

Como vimos, o aparecimento de animais domésticos e silvestres em residências não é algo fora do comum. Nessas horas, é importante saber como proceder. Vale também frisar que matar ou agredir animais é crime, então siga as nossas dicas e realize todos os procedimentos para garantir a sua segurança e a do animal.