qui. jul 11th, 2024

Com a técnica correta, os produtos adequados e a adoção de medidas de prevenção, é possível eliminar o mofo de vez

Manchas escuras nas superfícies, rachaduras na pintura e cheiro desagradável? Esses podem ser sinais de mofo, presentes principalmente em áreas úmidas e ambientes internos da casa, como em banheiros. Identificar mofos nos cômodos é o primeiro passo para eliminar o problema, frequente em casas e apartamentos. 

Uma vez identificado, o mofo pode ser combatido com limpeza adequada do local. Para evitar que o problema reapareça, é essencial investir em prevenção. Ventilação do espaço, eliminação da umidade e uso de produtos adequados, como tintas antimofo, são alguns dos exemplos.

Identifique o mofo

Antes de começar a tratar o mofo, é preciso ter certeza de que esse é o problema! Por causar manchas escuras e danos na pintura, o mofo pode ser confundido com outros problemas de conservação, principalmente quando a casa é mais antiga e já apresenta certo desgaste natural. 

Por isso, é importante observar com atenção e verificar outras condições. O espaço sofre com umidade ou tem contato direto com a água? Existe um odor forte e característico? `Paredes ou móveis estão com aspecto “inchado”? A resposta a essas perguntas pode ajudar a determinar se aquilo é ou não um caso de mofo. 

Invista nos produtos indicados 

Problema identificado, é hora de cuidar da região afetada. Para isso, o primeiro passo é fazer uma limpeza adequada e profunda. Passar apenas um pano ou usar água e sabão pode amenizar a aparência, mas o problema tende a voltar em um curto período. 

Portanto, a dica é investir em produtos indicados especificamente para o combate ao mofo. Em lojas de material de construção é possível encontrar uma variedade maior de preços, marcas e tipos. Usando esses produtos, você garante que a limpeza seja eficaz, sem “mascarar” o mofo.

Faça a remoção de forma adequada

Com os produtos para limpeza em mãos, é hora de começar o processo de retirada do mofo. Para isso, é importante aplicar a técnica correta e se proteger com o uso de máscara, considerando que alguns produtos podem ter o cheiro bem forte. 

Use uma esponja de cozinha limpa e embebede o item no produto escolhido para realizar a limpeza. Após isso, esfregue bem o local até que a mancha mude de cor, ficando mais esbranquiçada. Em seguida, deixe agir conforme o tempo indicado na embalagem. 

Passado o tempo, você deve limpar a área com um pano úmido e esperar secar totalmente. Para finalizar, o ideal é lixar a área e aplicar a tinta novamente, de preferência em uma versão antimofo. 

Previna o reaparecimento do mofo

Tão importante quanto limpar as áreas da casa que apresentam mofo é evitar que o problema reapareça. Afinal, o mofo pode ser perigoso para a estrutura da casa e para a saúde de quem mora nela. 

Mantenha o ambiente ventilado 

O mofo procura espaços com muita umidade e baixa circulação de ar, condições que facilitam a proliferação desse fungo. Assim, para prevenção, é importante deixar as janelas abertas e usar ventiladores ou circuladores de ar. Garantir que o espaço se mantenha seco sempre que possível também ajuda a combater o problema. 

Aposte nos produtos antimofo

A presença de mofo é constante em casas e apartamentos. O mercado sabe disso e investiu na criação de produtos chamados “antimofo”, ou seja, aqueles que ajudam na prevenção desse problema. 

Um dos exemplos mais acessíveis são produtos desumidificadores, que podem ser colocados dentro do guarda-roupa, por exemplo, e sugam a umidade do espaço. Outro exemplo funcional são as tintas antimofo, que ajudam a preservar móveis, paredes e o teto de ambientes que sofrem com o mofo.