seg. nov 28th, 2022

Veja quais são as doenças mais comuns e como cuidar-se para evitá-las

O verão chegou, o sol apareceu, e todos querem aproveitar. Mas cuidado: com a estação, doenças sazonais também estão de volta. Veja quais são as enfermidades que mais atacam nesta época do ano e como prevenir-se delas.

Por que justo no verão? Pois estas doenças estão diretamente ligadas ao clima. É nesta temporada que as temperaturas sobem, e, apesar das fortes chuvas de verão, alguns lugares do país podem registrar dias de ar muito seco. Essas condições favorecem a propagação de ácaros e poeiras, que podem irritar as vias respiratórias, como o nariz, a boca e a garganta.

Como vivemos em um país com o clima muito diversificado, além dos dias secos, algumas regiões passam por dias muito chuvosos, o que também não coopera para nossa saúde respiratória. Ao deixar quartos, salas e ambientes fechados, por conta da chuva, a umidade aumenta, o que favorece a proliferação de fungos e mofos – agentes terríveis para rinite e asma, por exemplo.

Algumas dicas importantes, porém simples de se colocar em prática, para prevenir sintomas como garganta seca, coriza, tosse, secreção nasal, espirro, entre outros, são as seguintes: sempre que possível, deixe as janelas abertas para aumentar a circulação de ar e a entrada da luz do sol no ambiente; beba bastante água; se preciso, lave o nariz com soro fisiológico; evite o uso de tapetes, carpetes e cortinas, pois esses tecidos acumulam poeira.

Caso você tenha esses e outros objetos que podem juntar pó, lembre-se: a limpeza é importantíssima. Então, deixe cômodos, móveis, roupas, chão, carpetes, tapetes, cortinas e utensílios livres de poeira. Você não precisa fazer uma superfaxina todo dia, mas nada que uma passada de aspirador de pó não resolva rapidinho, não é mesmo?.

Cuidados com a pele também devem ser redobrados, pois a transpiração em excesso, a constante exposição ao sol e o contato com a água – para aqueles que vão às praias, rios e piscinas – fazem com que a nossa pele fique irritada e que possamos ter pequenas infecções.

Alergias e irritações na pele podem ser prevenidas com alguns cuidados básicos, como usar roupas leves, que permitam a respiração do corpo; manter a pele hidratada e protegida com cremes ou protetor solar; secar as dobras do corpo, como entre os dedos e as axilas; usar repelentes contra insetos para evitar picadas; evitar o uso de produtos caseiros que possam dar reações alérgicas; e hidratar-se, pois beber água também faz bem para a pele.

Outra infecção recorrente do verão é a otite, principalmente a externa. Essa inflamação na área externa do canal auditivo é causada pelo acúmulo ou contato com água contaminada, por conta de mergulhos em piscina, mar ou rio, ou também pelo uso excessivo e errado do cotonete. Apesar de ser mais comum em crianças, adultos também podem ter otite, o que pode causar dores de ouvido, dores de cabeça, zumbido ou pressão nos ouvidos e, em alguns casos, até febre.

Para prevenir-se, ao usar o cotonete, use sem forçar, limpe gentilmente. E quando for nadar, tente ficar menos tempo submerso ou use protetores auriculares específicos para água.

Caso algum dos sintomas descritos acima persista, vá ao médico, pois só um especialista poderá dizer se o que você tem é apenas uma doença de verão que logo passará, ou se pode ser algo mais grave que precisa do acompanhamento de um profissional.