sex. nov 25th, 2022

Esse é um problema comum entre os estudantes de inglês: depois de estudar gramática por muitos anos na sala de aula, eles sentem que não conseguem se comunicar.

Com isso, entra uma questão importante: afinal, é realmente necessário estudar gramática para falar inglês?

Obviamente, entender a estrutura do idioma é muito importante para que a pessoa possa se comunicar com clareza. Mas se o objetivo é apenas aprender a falar, quão importante é a gramática?

Você pode aprender um idioma sem estudar gramática?

Essa é uma pergunta complexa e controversa e, no caso do inglês, a resposta não é tão óbvia.

Vamos dar uma olhada em como os falantes nativos de inglês aprendem seu idioma.

Quanta gramática você acha que os falantes de inglês ou os que falam inglês estudam na escola?

A resposta é: nenhuma. Os falantes nativos de inglês geralmente não têm um conhecimento profundo da gramática de seu idioma.

A gramática ajuda a aprendizagem em diferentes áreas de educação e não ter qualquer conhecimento de sua estrutura de linguagem é um grande problema.

Por que então não se estuda gramática inglesa em países de língua inglesa (com algumas raras exceções)?

Devido às peculiaridades do inglês, os falantes nativos desse idioma aprendem através da prática – conversas e exercícios escritos – intuitivamente, sem se concentrar em sistemas gramaticais.

Seu estudo da língua é baseado em outros aspectos, como a reprodução de sons através de músicas e a ortografia – o que torna esse aprendizado particularmente exigente devido às discrepâncias entre a maneira como a língua é falada e escrita.

A linguística demonstra que as línguas se desenvolveram efetivamente em grupos sociais sem a necessidade de aprender estruturas gramaticais “formais”.

De fato, as crianças se tornam fluentes em um idioma antes de ir para a escola. Elas conseguem usar a língua materna ativamente (se não perfeita) antes de abrir um livro.

Eles usam imperativos instintivamente e fazem perguntas sem saber por que deveriam usar o verbo auxiliar.

Basta você se lembrar de quando era uma criança e da forma como você aprendeu a falar português.

Foi lendo livros de gramática e fazendo exercícios? Claro que não. Você simplesmente reproduzia o que seus pais falavam!

Isso significa que podemos esquecer toda a gramática? Foi uma perda de tempo passar todos esses anos com a cabeça nos livros, preocupados com a diferença entre Past Simple e Present Perfect?

Absolutamente não! A gramática é, por sua definição, a “estrutura” de qualquer idioma.

É o sistema que cria a base sobre a qual podemos construir frases, perguntas, desejos e assim por diante.

A real importância da gramática no aprendizado

A gramática, se considerada como um sistema, é a base sobre a qual um idioma é construído.

Mas, como estudante, a razão para aprender uma língua é sem dúvida apenas uma: se comunicar.

Seja conversando online com um amigo dos Estados Unidos ou escrevendo um e-mail para um uma empresa, ou até mesmo para o suporte de uma loja de onde você quer comprar um produto, o idioma é uma ferramenta viva e é aprendido por razões concretas.

Isso significa que os alunos precisam de uma estratégia para maximizar seu caminho de aprendizado sem se sentir decepcionados ou convencidos de que nunca farão progressos.

A primeira fase desta estratégia deve identificar quais partes do idioma (e, portanto, da gramática) são prioritárias. Este é um processo relativamente simples e requer uma análise muito rápida dos elementos da linguagem que fazem a diferença na comunicação.

No entanto, o aprendizado de certas partes da gramática geralmente é frustrante para os alunos.

Veja o exemplo da terceira pessoa do singular “s”. Aposto que você se lembra de seu professor de inglês ficando louco ouvindo verbos conjugados sem o “S” da terceira pessoa.

Mas você tem uma ideia da função deste “S” no inglês? Serve para um propósito específico? A resposta é simples: NÃO.

Não é necessário. Esse pequeno “s” faz parte da conjugação verbal do inglês arcaico.

Ele sobreviveu ao desenvolvimento do inglês moderno, mas muitos verbos em inglês, no Present Simple, geralmente não precisam disso.

Obviamente, é errado dizer “he eat” (ele come) sem o “s”, mas isso não impede a comunicação.

Não fique obcecado com isso. Obviamente, você começará a usá-lo espontaneamente assim que ganhar mais confiança no idioma.

De qualquer forma, se você quer realmente aprender um idioma diferente como o inglês, a melhor coisa que pode fazer é viajar. Além de conhecer outra cultura e viver novos hábitos, aprenderá a falar inglês com os nativos. Quer uma escola melhor do que essa?

Que tal você fazer uma viagem aos Estados Unidos? Pode ser a melhor opção que você já terá feito na vida para aprender um novo idioma! Clique neste link para conferir os melhores pacotes de viagens do mercado!