qui. fev 22nd, 2024

Especialista faz alerta sobre a importância da prevenção

A pesquisa preliminar do SB Brasil, que fornece diagnóstico sobre saúde bucal realizada pelo Ministério da Saúde, foi prorrogada até o dia 30 de junho e deve apontar que uma parcela significativa da população precisa realizar algum procedimento odontológico.

De acordo com os resultados iniciais, 48,4% dos adultos, de 35 a 44 anos, necessitam realizar algum tipo de tratamento imediato. Outro ponto do estudo que cria um alerta, é que no momento do exame, eles tinham uma cárie não tratada.

“Independentemente da pesquisa, é preciso que a população se conscientize sobre a importância de iniciar a ida ao dentista logo no pré-natal, uma vez que parto prematuro e bebê com baixo peso tem uma relação direta com inflamação na gengiva da mãe. Sobre a periodicidade clínica, ela é muito relativa, mas no mínimo a visita ao dentista deve acontecer a cada 6 meses, no entanto, retorno inclusive mensal pode ser indicado, tudo precisa ser analisado individualmente” alerta a cirurgiã-dentista, Maria Fernanda Braga, especialista pela UFRJ.

Já entre os idosos entrevistados, de 65 a 74 anos, 44,9% precisam de tratamentos dentários imediatos, devido à dor ou infecção. Para a especialista, quando se trata da 3ª idade, também é preciso ter acompanhamento. “Quem não quer envelhecer mastigando bem, falando bem, com saúde e menos dores?  A prevenção tem esse objetivo de fazer o indivíduo chegar ao molar dos 100 anos. Um dente perdido é uma função alterada, inclusive para o processo de mastigação do idoso, porque ele precisa dessa quebra mecânica, que é realizada na mastigação, para que o alimento consiga se misturar com a saliva, iniciando na boca o processo de digestão. A odontologia moderna tem como principal objetivo promover a longevidade saudável”, comenta Braga.

Além disso, os profissionais da área tratam distúrbios do sono, ronco e apneia, que em muitos casos tem uma origem bucal. “Seja por falta de informação ou hábito, uma porcentagem da população não dá a importância que precisa para a saúde bucal, buscando atendimento apenas quando a doença já está instalada. A precaução e orientação são essenciais para os cuidados com a boca e com o corpo em geral, além de ajudar o paciente a ter mais qualidade de vida e bem-estar”, finaliza a especialista.

Maria Fernanda Braga

Maria Fernanda Braga, cirurgiã-dentista, especializada em bebês e crianças, com formação e especialização pela UFRJ, é escritora, idealizadora do projeto de saúde “As Aventuras de Dentix”, que cria uma comunicação facilitada para fazer a saúde chegar para as famílias.